O Banco Central (BC) anunciou a exposição de dados cadastrais de 46.093 chaves Pix, pertencentes aos clientes da Fidúcia Sociedade de Crédito ao Microempreendedor e à Empresa de Pequeno Porte Limitada (Fidúcia). Este episódio, ocorrido devido a falhas em sistemas da instituição, não implicou a divulgação de informações sensíveis, como saldos, senhas ou extratos. Apesar do potencial baixo impacto, o BC optou por publicar o ocorrido em prol da transparência.

Os afetados serão notificados via aplicativo ou internet banking da instituição financeira relacionada, e o BC enfatiza que comunicações alternativas não devem ser consideradas. Embora o vazamento não signifique uma perda generalizada de dados, existe a possibilidade de que as informações tenham sido acessadas por terceiros. Estão previstas investigações e possíveis sanções conforme a gravidade do incidente.

O histórico de vazamentos do Pix, desde sua implementação em 2020, inclui diversos incidentes, destacando-se o vazamento de 414,5 mil chaves em 2021 pelo Banco do Estado de Sergipe (Banese) e outros casos relevantes. O BC mantém um registro de tais incidentes, em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados.


Mais sobre Tecnologia