A Polícia Civil de Indiaporã, interior de São Paulo, deflagrou nesta quinta-feira (13/06) a segunda fase da Operação Porteira Fechada, desarticulando uma organização criminosa especializada no furto de tratores, transporte interestadual e crimes tributários. A ação é resultado de sete meses de intensa investigação e contou com a participação de diversas equipes policiais.

A investigação teve início em dezembro de 2023, após o furto de um trator pá carregadeira avaliado em R$ 350 mil. Durante as apurações, descobriu-se que o grupo criminoso foi responsável pelo furto de pelo menos 12 tratores nos últimos 12 meses, causando prejuízos superiores a R$ 3,6 milhões ao agronegócio paulista.

Segundo as autoridades, a organização criminosa atuava desde 2021, com alguns integrantes envolvidos em crimes semelhantes há mais de uma década. O grupo operava de forma organizada, com divisão de tarefas e funções entre seus membros. O modus operandi incluía a subtração de tratores em propriedades rurais, geralmente durante a noite, e o transporte dos veículos para outros estados. Para dificultar o rastreamento, os criminosos chegavam a emitir notas fiscais eletrônicas fraudulentas.

Na ação desta quinta-feira, foram cumpridos sete mandados judiciais: cinco de prisão preventiva e dois de busca e apreensão. As diligências ocorreram em residências nas regiões de Tanabi, Fernandópolis, Guaribá e Pitangueiras, resultando na prisão preventiva de três indivíduos e na apreensão de dois aparelhos celulares.

A Delegacia de Polícia de Indiaporã, que conduziu as investigações com o apoio da inteligência da Polícia Civil de São Paulo, ressaltou a importância da operação para a interrupção do ciclo criminoso e a garantia da segurança no campo. As autoridades continuam trabalhando para identificar outros possíveis envolvidos e recuperar os equipamentos furtados.

A Operação Porteira Fechada representa um golpe significativo contra o crime organizado que atua no meio rural, demonstrando o compromisso das forças de segurança em proteger o patrimônio dos produtores e fortalecendo o agronegócio, setor vital para a economia do estado e do país.


Mais sobre Polícia