A Santa Casa Fernandópolis está com 49 colaboradores afastados por protocolos de saúde relacionados à Covid-19. Desses 49, 11 foram confirmados positivos para coronavírus e os demais aguardam a confirmação do resultado de exame.

O setor mais crítico até o momento é o Centro Cirúrgico, com 10 afastamentos (5 positivos). Os demais positivos atingem colaboradores da enfermaria, laboratório, recepção, almoxarifado, UTI e Recursos Humanos.

PROTOCOLO DA SANTA CASA

Os profissionais de saúde com quadro de síndrome gripal (SG) – leve a moderado – com confirmação para covid-19 por qualquer um dos critérios (clínico, clínico-epidemiológico, clínicoimagem ou clínico-laboratorial) ou que ainda não coletaram amostra biológica para investigação etiológica as medidas de isolamento e precaução devem iniciar imediatamente e só podem ser suspensas após 10 dias da data de início dos sintomas, desde que permaneça afebril sem o uso de medicamentos antitérmicos há pelo menos 24 horas e com remissão dos sintomas respiratórios.

Em situações de excepcionalidade/sobrecarga dos serviços de saúde, o profissional poderá suspender o isolamento após 7 dias do início dos sintomas, desde que permaneça afebril sem o uso de medicamentos antitérmicos há pelo menos 24 horas e com remissão dos sintomas respiratórios e com resultado de TR-Ag não reagente ou de RT-PCR não detectado. Neste caso, deve manter as medidas adicionais até o 10º dia completo do início dos sintomas.

As informações são da assessoria de imprensa do hospital.

SAÚDE MUNICIPAL

Em entrevista para a TVC Interior nesta sexta-feira, 14, o secretário de Saúde, Ivan Veronesi, confirmou que cinco médicos que atendem em postos de saúde foram afastados.


Mais sobre Saúde